Seja minha vida o padrão naquilo que eu falar e no procedimento, o exemplo à todos levar.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

SERRA DAS BANDEIRINHAS I, ITABIRA-MG

Serra do Cipó, se confunde com a Serra das Banderinhas...
Para quem ama seguir pelos caminhos da natureza em seu estado natural, com a aventura de seguir por trilhas em campos abertos, caminhos íngremes passando por serras e montanhas altaneiras, canyos maravilhosos, diante de uma variedade botânica de grande esplendor, pequenos animais que do nada aparecem e logo desaparecem, o silencio de um verdadeiro silêncio longe dos chamados civilizados, em meio a um céu aberto ou fechado, ou a um céu aberto cheio de estrelas que parecem um quadro numa visão vislumbrante, riachos e cachoeiras que refrescam a todo instante, com quedas maravilhosas e a sinuosidades do líquido puro de H2O, com toda riqueza de minerais.
Procure na região de Itabira um bom guia, forme uma turma, escolha a modalidade da caminhada se a cavalo, a pé ou de bicicleta. Normalmente a caminhada a pé, permite que se vá onde não se chega de bicicleta e nem a cavalo. Veja várias fotos abaixo.

Sequência de fotos do canyon...
São várias trilhas que levam a lugares e paisagens diversas, diante de uma botânica sem igual...

Abaixo um vídeo de outra turma que seguiu a cavalo...
video
Travessia pela ponte de madeira do rio bongue, próximo canyon. O guia "Ronaldo Coelho", seguiu com mais uma turma a partir do pé da montanha da Serra do Bongue, via lateral do canyon ali incrustado no meio da serra. Duas horas de subida, até pegar a campina ou campo aberto com destino a casa de apoio aos funcionários do Ibama. Com uma visão pirvilegiada...
 

À direita o guia Ronaldo Coelho
e demais companheiros.
Abaixo a turma da cozinha... Ronaldo Coelho, o guia, é o mestre cuca! 
video
Abaixo, o vídeo apresenta o meio do canyon... Caminhando de uma lateral a outra até chegar em seu final, e logo, até chegar na cachoeira...  
video
O vídeo acima, o canyon por caminhada... E abaixo, a visão da parte de cima por outra trilha, que leva à campina do parque ecológico das Bandeirinhas. A cachoeira não dá para ser vista ainda.  

Nova caminhada pelo Bongue, com o guia Ronaldo Coelho... O cenário, muda com o tempo. Agora estamos entrando na Serra do Bongue. Componestes com além do guia Fernando de São João Evangelista, Rodrigo Oliveira Costa e Cleverson Lobo Buim (Boim). 

A partir da entrada do Canyon e suas águas, diante da seca e a ponte de arame. 
Agora temos uma visão por debaixo da ponte em plena seca, diante das águas que saem do Canyon, este, entrada da Serra das Bandeirinhas .
 Abaixo a cachoeira do Canyon em plena seca e o próprio Canyon com seus perigos das beiradas de encosta. Na cabeceira do Canyin, ficamos de frente para uma das cachoeiras com pouca água nesta época...  
Saimos da subida do Canyon... Ufa, valeu a pena!
Entramos pelas campinas da Serra das Banderinhas... Eta caminhada, boa! 
Uma parada para tomar água da boa e encher as garrafas... 
A chegada na casa de apoio, aos funcionários do Ibama.

Rodrigo... Ufa, chegamos!

No retorno... A Serra dos Alves ardia em fogo. Na visão da imagem abaixo, parece perto diante da imensidão da região e montanhas. Mas, tão distante, que já era 16h00 e chegamos na Serra dos Alves e mesmo de carro (Jeep-fusca) às 20h30, em meio ao fogo que cercou a região. Uma calamidade ecológica... Quantos animais, foram ceifados da existência? Quantas pacas? Quantos tatus? Gaviões, cobras e etc mortos...   
O sol se põe e a escuridão toma conta... 
Chegando na Serra dos Alves, o fogo começa a cercar... Muita fumaça e a garganta dá sinais de sensibilidade. 
 O fogo ardia e fazia barulhos... Era a mata pedindo socorro. Quantos animais, ficaram sem para onde correr e cercados, deixaram de viver, desfalcando a fauna local... E o que falar da flora - botânica. 

A PRÓXIMA CAMINHADA SERÁ NO INÍCIO DE FEVEREIRO PRÓXIMO...
http://cleversonboim.blogspot.com/2012/02/serra-das-bandeirinhas-ii-o-grande.html